Publicado em: sábado, 25/05/2013

Com Dante titular, Brasil cederá mais defensores do que atacantes em decisões da UEFA Champions League

Com Dante titular, Brasil cederá mais defensores do que atacantes em decisões da UEFA Champions LeagueO futebol do Brasil era famoso por dribles, gols e jogadas mágicas que transformavam o esporte em arte. Porém de uns tempos para cá, a história está diferente, as finais da UEFA Champions League que o digam, pois nos últimos anos, os jogadores brasileiros que atuaram tem como maiores funções desarmarem, marcarem forte e evitar que a outra equipe balance a rede.

Durante o sábado, o Brasil deverá ser, em relação aos números, um país que fornec de maneira mais constante defensores que atacantes para o jogo que tem maior importância no futebol mundial.

Desde quando Kaká ajudou o Milan a chegar ao título na já longínqua temporada de 2006/07, o Brasil não teve um único jogador que atuasse como meia ou atacante na decisão da UEFA Champions League. Porém, não significa que não houve nenhum brasileiro atuando, pois durante as cinco últimas disputas, nove atletas estiveram em campo durante as decisões, sendo um goleiro, três zagueiros, quatro laterais e um volante.

Para a decisão deste sábado (25), Bayern de Munique e Borussia Dortmund não será algo novo, pois as duas equipes contam com quatro brasileiros no total. No lado bávaro estão o zagueiro Dante, o lateral Rafinha, e o volante Luiz Gustavo, e no lado do time de Dortmund está o zagueiro Felipe Santana.

Este duelo entre as equipes alemãs vai ser emblemático, pois até o momento os brasileiros chegam a 54 participações nas finais do maior torneio de clubes do planeta, sendo destes 27 jogadores do ataque e meio de campo e 27 atletas do gol, da zaga, da lateral, ou volantes. E como, ao menos, o zagueiro Dante deverá entrar em campo para o duelo deste sábado (25), o Brasil irá fornecer mais defensores do que meias e atacantes para as finais da UEFA Champions League.