Publicado em: quarta-feira, 03/04/2013

Cofundador da Microsoft vai ter braço de investimentos na região do Vale do Silício

Cofundador da Microsoft vai ter braço de investimentos na região do Vale do SilícioO bilionário Paul Allen e cofundador da Microsoft vai abrir um escritório no Vale do Silício para que realize novos investimentos nas tecnologias emergentes e nas empresas da internet.

O escritório dele em Palo Alto na Califórnia, no Oeste dos Estados Unidos deverá começar a funcionar já nas próximas semanas e irá operar com o nome de Vulcan Capital, e vai ser o braço de investimentos para a empresa do próprio Allen, a Vulcan Inc., que fica na cidade de Seattle no Noroeste norte-americano. Ela fará a administração da fortuna pessoal dele que está avaliada em US$ 14,9 bilhões conforme aponta a agência Bloomberg de informações financeiras.

Allen é fundou a maior empresa de softwares do planeta junto de Bill Gates no ano de 1975, porém saiu da Microsoft no ano de 1983 depois de um câncer. A riqueza dele ficou acumulada através da participação que ele tem na empresa e investimentos que foram bem sucedidos nas áreas de esportes e de imóveis, o que fizeram com que ele se tornasse a 53ª pessoa mais rica em todo o planeta conforme aponta a revista Forbes e a 55ª mais rica conforme a Bloomberg.

Ele fez investimento em diversos empreendimentos durante os últimos 30 anos, e conta com grandes participações nas empresas America Online (AOL), Ticketmaster, e nos estúdios de cinema DreamWorks SKG, além da empresa de TV a cabo Charter Communications. Ele conseguiu bastante dinheiro na AOL e na DreamWorks, porém perdeu bilhões após a Charter falir.

Vulcan Capital

Este novo escritório em Palo Alto irá focará empresas novas de tecnologia, software e de internet, e estão incluídas empresas com capital de risco que estão em estágio intermediário e final além de acordos para a pré-abertura de capitais na Bolsa de Valores (IPO, em sigla em inglês), afirmou o diretor de investimentos Paul Ghaffari da Vulcan Capital.

Ghaffari diz que a empresa quer expandir a marca nos investimentos de tecnologia, e querem ter mais recursos, que são as pessoas que estão no Vale do Silício. Ele diz ainda que a empresa conta com um verdadeiro apetite para que coloque novas ideias em seu portfólio.