Publicado em: quinta-feira, 08/12/2011

Código Florestal deve ser votado na Câmara em 2012, diz Maia

A votação sobre o Código Florestal na Câmara dos Deputados deve ficar para 2012, de acordo com uma afirmação do presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), feita na quarta-feira (7). O petista explica que não há sessões suficientes para serem feitas ainda neste final de ano para conseguirem debater todos os pontos necessários do Código, pois se trata de um assunto polêmico e foram feitas alterações no texto do projeto durante a votação no Senado.

O recesso parlamentar tem início no dia 23, o que justificaria a decisão de adiar a votação na Câmara para 2012. O texto foi aprovado no Senado na terça-feira (6). O Código já havia sido votado na Câmara, mas precisa voltar à Casa por conta das mudanças que foram feitas na recente aprovação. Caso o projeto seja sancionado pelos deputados, o passo seguinte será enviar o Código à presidente Dilma Rousseff para que ela dê a palavra final.

Mesmo se o Código for aprovado tanto na Câmara quanto no Senado, a presidente ainda tem autonomia para vetar o texto. Ambientalistas vêm organizando protestos para pressionar a presidente a vetar o Código. Esse texto determinará como será a exploração das terras e a preservação das áreas verdes do país.

Uma das maiores críticas ao projeto é que ele defende principalmente os interesses dos ruralistas, que visam explorar as regiões ainda verdes para desenvolvimento econômico. Ambientalistas defendem que o Código vai dar liberdade a quem desmata e vai gerar prejuízo ambiental à natureza do Brasil. O Código Florestal foi tema também de publicações internacionais.