Publicado em: sexta-feira, 21/08/2009

Cobrança da CPMF deve voltar com outro nome

O contribuinte, que há oito meses se livrou da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), poderá voltar a pagar uma taxa pelas suas movimentações bancárias, mas agora com outro nome: Contribuição Social para a Saúde (CSS).

Essa nova medida, discutida pelo ministro da Saúde José Gomes Temporão e por parlamentares do PMDB, tem o apoio dos petistas e deve ser votada no mês de setembro na Câmara dos Deputados.

A CSS seria aplicada da mesma maneira que a CPMF, porém com um percentual menor, ou seja, seria cobrada a alíquota de 0,1% a cada movimentação financeira, como saques e transferências bancárias.

O argumento usado pelos defensores da contribuição é de que há a necessidade de aumentar os recursos destinados à Saúde. O ministro da Fazenda Guido Mantega declarou nesta quinta-feira (20) que a criação da CSS em tempos de crise é um dilema, mas que não iria fazer mais comentários porque não estava totalmente a par sobre o assunto.