Publicado em: quarta-feira, 17/08/2011

CNTE convoca professores para paralisação

Nesta terça-feira (16), a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) convocou os professores do país para participarem de uma paralisação que pede pelo aumento do piso salario e o desenvolvimento da carreira e aprovação no Plano Nacional da Educação (PNE).

Estão com os profissionais paralisados os estados de Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia e Sergipe, segundo informou o presidente da CNTE, Roberto Franklin de Leão. Ele ainda disse que os demais estados ainda não confirmaram a adesão ao movimento nacional.

O movimento tenta forçar os governos estaduais a pagarem o que é adotado pelo piso salarial nacional. A remuneração que é sugerida pelo Ministério da Educação é de R$ 1.187. porém, a CNTE reivindica que o valor deve ser de R$ 1.597.

“Os que dizem pagar o piso, pagam o piso que o MEC sugeriu. Além disso, tem problemas com a jornada de trabalho. Muitos deles não cumprem aquilo que está estabelecido na lei, de um terço da jornada ter de ser feita fora da sala. Além disso, as carreiras estão muito descaracterizadas. Os estados e municípios pagam o piso de nível médio e depois a diferença de quem tem magistério e universidade eles rebaixam. A diferença fica mínima”, aponta Leão.