Publicado em: sexta-feira, 13/04/2012

CNI estima crescimento do PIB em 3% para 2012

CNI estima crescimento do PIB em 3% para 2012Na estimativa da indústria, o crescimento da economia brasileira será de 3% no ano de 2012. Essa projeção da CNI (Confederação Nacional da Indústria) foi publicada ontem e esse número se deve ao fato da estagnação da economia conforme estava no semestre de 2011. Essa estimativa está bem abaixo daquela prevista pelo governo de 4,5%, que é amparada pelo ministério da Fazenda. Ela também ficou abaixo daquela prevista pelo Banco Central que estima um crescimento de 3,5%. Os dados da CNI só estão acima da estimativa do mercado financeiro, que espera uma elevação de somente 2,3%.

De acordo com Flávio Castelo Branco, economista da CNI, a previsão de crescimento do PIB desconsidera o pacote de medidas lançado por Dilma Rousseff na semana passada. Segundo ele, as medidas terão efeito de longo prazo, como ocorreu com aquelas lançadas no ano passado. Que só tiveram efeito este ano. Segundo ele, só agora serão visto alguns resultados das medidas tomadas em 2011 e que aquelas publicadas em abril desde ano só terão efeito mais para frente. Na sua perspectiva os resultados devem vir somente no segundo semestre

CNI mostra estagnação do setor industrial neste semestre

Neste mesmo estudo, a CNI faz uma pesquisa para prever o ritmo da atividade industrial no país. A previsão é que ela fique estável no primeiro semestre de 2012. Além disso, o PB industrial deve ficar em torno de 2% no ano. De acordo com a CNI, nos últimos oito anos a indústria perdeu espaço no cenário econômico e somente em 2004 e 2010 que conseguiu liderar o crescimento do PIB. Nos outros anos foram outros setores que obtiveram maior PIB. Isso mostra um fraco desempenho da indústria e da economia do setor. Segundo o economista, é preciso que a indústria volte a crescer para que o Brasil possa ter taxas mais elevadas de crescimento.