Publicado em: segunda-feira, 23/03/2015

Claudio Marzo morre aos 74 anos vítima de enfisema

Morreu na manhã de ontem (22) o ator Claudio Marzo, conhecido por viver os famosos personagens Duda, na novela Irmãos Coragem, em 1970, o coveiro Orestes, na novela Fera Ferida, e também José Leôncio, na clássica Pantanal. Claudio Marzo estava com 74 anos e não resistiu a complicações decorrentes de um enfisema pulmonar. O ator estava internada desde o último dia 4 no CTI da Clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, já pelos problemas pulmonares.

De acordo com a assessoria de imprensa da instituição médica que o ator estava internado, a morte de Claudio Marzo ocorreu às 5h40, com a presença da filha Alexandra Marzo no local. Ela é fruto do relacionamento de Marzo com a atriz Bettu Faria. A assessoria informou que a filha do ator era sua acompanhante na última madrugada. O velório do ator acontece durante toda a segunda feira, no cemitério do Caju, também no Rio de Janeiro. O horário de início depende da chegada de um dos filhos de Marzo, que atualmente está na Austrália.Claudio Marzo morre aos 74 anos vítima de enfisema

O ator viveu um histórico de passagem pela clínica nos últimos meses. Em fevereiro desse ano, ele já havia ido para o hospital por conta de uma pneumonia e outros problemas respiratórios. Em setembro do ano passado, ele precisou ficar 14 dias no hospital por outra pneumonia. Um mês mais tarde, acabou passando por uma cirurgia do aparelho digestivo, necessitando de internação em novembro por conta de uma hemorragia digestiva.

Amigos e familiares vem se pronunciando em entrevistas e nas redes sociais sobre a perda de Marzo, além da importância dele para a dramaturgia e a teledramaturgia no Brasil. Eva Wilma contracenou com Marzo em A Indomada, destacando que o amigo era muito generoso e cortês. Os dois viveram uma boa parceira na trama, além de ter a chance de ver todo seu talento, a grande pessoa que era. A atriz Regina Duarte também formou par romântico com o ator em diversas novelas, como Carinhoso, dem 1973, Minha Doce Namorada, em 1972 e Irmãos Coragem, em 1970. Ela declarou que Marzo sempre foi uma pessoa apaixonada pela vida, que aproveitou os melhores momentos intensamente enquanto ainda estava ativo.