Publicado em: sábado, 27/08/2011

Ciro Gomes é condenado e deve pagar R$ 100 mil a Collor

O ex-deputado federal do PSB, Ciro Gomes, foi condenado pela Justiça de São Paulo a pagar para o senador e ex-presidente Fernando Collor de Melo do PTB de Alagoas o valor de R$ 100 mil, devido a uma indenização por danos morais.

A ação faz referência a declarações feitas por Ciro em 1999, quando durante uma entrevista ele chamou o Collor de “playboy safado” e “cheirador de cocaína”. O ataque feito pelo ex-deputado se referia ao debate que ocorreu entre Fernando Collor e Luiz Inácio Lula da Silva em 1989, quando os dois eram candidatos à Presidência do Brasil. Ciro acreditava que Lula deveria ter agido de maneira mais agressiva contra o alagoano.

Durante o debate Collor disse que Lula tinha um aparelho três em um, que deixou o candidato do PT sem ação. Collor ainda afirmou que Lula quis fazer um aborto em sua esposa. Para Ciro, Lula deveria ter partido para cima do adversário e ter dito: “Deixa de ser picareta, seu playboy safado.” E para Ciro Gomes, Lula deveria ter falado de sua situação de miséria quando jovem e que sua mulher não tirou a criança. Disse ainda que Lula deveria ter mandado uma “porrada” em Collor.

O juiz da 5ª Vara Cível de São Paulo, Marcos Roberto de Souza Bernicchi disse que não existem dúvidas que as declarações de Ciro tiveram a intenção de ofender Collor, pois escapam do debate político e atingem a área pessoal que não deve nunca ser exposta nestas situações de eleição.