Publicado em: sexta-feira, 07/03/2014

Cientistas desenvolvem parafusos de seda para reparar fraturas

Parafusos de seda para reparar fraturas desenvolvidos por cientistasCientistas norte-americanos descobriram uma técnica que poderá ser eficiente no tratamento de faturas. Utilizando parafusos de seda, o estudo apresentou resultados satisfatórios em cobaias.

Engenheiros médicos de uma universidade do estado norte-americano de Massachusetts e do Centro Médico Beth Israel Deaconess, produziram 28 parafusos fabricados com sedas. A composição básica dos produtos é obtida através dos bichos-da-seda.

O estudo foi realizado em seis roedores e o período de duração foi de dois meses. No fim do tratamento, foi constatado que as proteínas foram importantes na reposição do osso e os parafusos haviam se dissolvido.

O resultado foi surpreendente e os estudiosos chegaram a conclusão de que o desaparecimento do parafuso à base de seda deve-se ao fato das fibras naturais presentes.

A partir de então, os cientistas esperam que os parafusos sejam utilizados em grande escala e possam substituir outros materiais, como é o caso da platina e titânio, sobretudo em casos de reparos. Outro benefício dos parafusos de seda é que não geram riscos de infecção como em casos de peças metálicas.

Dependendo da infecção, as peças devem ser removidas, causando ainda mais transtornos aos pacientes e familiares. Especialistas explicam que matérias sintéticos podem trazer vários riscos aos pacientes, mas o parafuso produzido à base da seda podem mudar este quadro.

Além disso, a seda não interfere em exames de raio x, assim como não são incômodas e sensíveis ao frio como no caso do titânio.

O estudo foi publicado na revista voltada às pesquisas científicas Nature Communications, no entanto, a técnica foi utilizada apenas em cobaias, e aguarda a autorização para que as pesquisas sejam realizadas em seres humanos.

Antes da pesquisa ser feita, a seda havia sido utilizada em suturas, e foi a partir destes estudos que surgiu a ideia dos parafusos.