Publicado em: terça-feira, 05/07/2011

Cientistas buscam cura para o envelhecimento

O cientista Aubrey de Grey diz que o envelhecimento terá cura em 25 anos. Ele acredita que nos próximos 25 anos os médicos poderão ter em mãos todas as ferramentas para curar ou combater o envelhecimento, acabando com as doenças que chegam com a idade e também prolongando a vida dos indivíduos.

Em uma palestra no Britain’s Royal Institution, o biomédico gerontologista e chefe de uma fundação dedicada a estudos de longevidade disse que podemos colocar o envelhecimento em um nível de controle decisivo de doenças médicas nos próximos anos. “E por ‘decisivo’ quero dizer o mesmo tipo de controle médico que temos sobre a maioria das doenças infecciosas hoje”.

Para o cientista, os indivíduos chegaram em um período aonde as consultas médicas serão apenas uma manutenção regular, aonde será realizada várias terapias genéticas, como o uso de células tronco, estimulação imunológicas e outras técnicas avançadas. Para Grey, o envelhecimento não passa de uma acúmulo de danos moleculares e celulares.

A proposta é utilizar a geriatria preventiva, que servirá como uma forma de reparar os danos no corpo antes que ele cheguem a um nível de abundância patogênico. A pesquisa segue a tendência de envelhecimento observada nos últimos anos. No Japão, já são mais de 44 mil centenários. Todos os anos, a expectativa de vida sobre três meses. Especialistas acreditam que em 2030, o mundo terá mais de um milhão de pessoas que passaram dos cem anos de idade.