Publicado em: terça-feira, 03/01/2012

Cidades do Estado do Rio estão em alerta devido à chuva intensa

A quase um ano da tragédia que deixou mais de 900 pessoas mortas no Estado do Rio de Janeiro, as fortes chuvas voltam a preocupar os moradores fluminenses. Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Defesa Civil Estadual nove cidades já estão em estado de alerta. Em Miguel Pereira, uma pessoa morreu.

Os municípios de Petrópolis, Duque de Caxias, Itaperuna, São João de Meriti, Cardoso Moreira, Italva, Macaé e Laje do Muriaé também estão sob alerta. Em Nova Friburgo, 150 pessoas estão desalojadas. Os moradores da cidade entraram em pânico quando 16 das 24 sirenes começaram a soar na noite de sábado, dia 31 de dezembro. Choveu aproximadamente 100 mm em 48 horas, volume que era estimado para todo o mês.

O bairro Córrego Dantas foi o mais castigado, e o mesmo aconteceu em janeiro de 2011. Os moradores tiveram de sair de suas casas e procurar por abrigo nas residências de parentes ou pontos de apoio (igrejas e escolas), pois o bairro corre risco de deslizamento de terra e alagamentos.

De acordo com o secretário de Defesa Civil, o coronel Sérgio Simões, a maior preocupação é com o Noroeste do estado por causa das chuvas que estão chegando de Minas Gerais. O sul do estado também preocupa, pois, de acordo com a Defesa Civil da cidade de Miguel Pereira, 30 pessoas estão desabrigadas, 50 desalojadas e um homem morreu em pânico quando uma barreira entrou na sua casa.