Publicado em: quarta-feira, 14/05/2014

Cidades de São Paulo tem multa aplicada para moradores que possuem criadouros do mosquito da dengue

Cidades de São Paulo tem multa aplicada para moradores que possuem criadouros do mosquito da dengueCom o aumento no número de casos de dengue no estado de São Paulo, vinte multas foram entregues a pessoas que moram em Campinas e Sumaré, onde a incidência de casos é maior, as penalizações são porque esses moradores são negligente com possíveis criadouros do mosquito.

Em Campinas o número de infectados por dengue passa de 31 mil, dentre esses casos houve o registro de cinco mortes pela enfermidade, as cidades que mais estão sendo prejudicadas pela dengue são Campinas, Sumaré e também a cidade de Americana.

Para que sejam evitados aumentos nos números de casos de dengue, a justiça concedeu liminares para que os agentes pudessem ter acesso a domicílios que estavam abandonados ou fechados durante muito tempo, com isso cinco multas foram aplicadas em Campinas, os valores estão entre R$ 1.600 e R$ 8 mil.

Os proprietários dos imóveis em questão foram avisados previamente e tiveram suas casas vistoriadas, ao todo um número que se aproxima de 40 residências foram vistoriadas pelos agentes de combate à dengue, os proprietários dos imóveis também foram notificados à respeito da multa que seria aplicada.

Segundo técnicos da Vigilância Sanitária, as multas somente serão repassadas aos proprietários, quando estes receberem o comunicado para que o local seja limpo e mesmo assim não tomarem nenhuma providência para que estas ações de limpeza ocorram.

As casa que são alvo dos agentes são aquelas que possuam em principal caixas d’água não esvaziadas ou piscinas também cheias, já que muitos dos donos dessas residências geralmente deixam o imóvel fechado durante muito tempo com isso essas áreas viram grandes criadouros do mosquito transmissor da doença.

As vistorias estão caminhando bem e logo irão alcançar todos os bairros dessas cidades onde a ocorrência de doentes por dengue é maior e portanto mais preocupante, com essas visitas o número de focos do mosquito nessas cidades podem ser diminuídos.