Publicado em: sexta-feira, 09/11/2012

Chip poderá analisar futuramente e de maneira rápida a presença de câncer e Alzheimer em pacientes

Chip poderá analisar futuramente e de maneira rápida a presença de câncer e Alzheimer em pacientesCientistas do Japão produziram um dispositivo portátil que pode fazer a detecção da existência de microRNA dentro da corrente sanguínea além de outros líquidos do corpo, de maneira rápida, e que obtém resultados em 20 minutos.

Conforme os cientistas do Instituto Riken de Ciência Avançada, que tem responsabilidade no produto, o chip não necessita de uma fonte externa para energia e irá permitir que se descubra o microRNA em quantidades pequenas no sangue e em demais fluidos.

A pesquisa foi publicada na quarta-feira (7) no site “PLOS ONE”. Com este invento caminhos serão abertos para que futuramente, testes simples de detecção de diferentes doenças como o câncer e Alzheimer, mesmo no estágio inicial.

O ácido ribonucleico (RNA) atua com a função de realizar a síntese de proteínas do corpo humano. O microRNA, como o nome sugere, é uma molécula muito pequena de RNA, que tem a função de fazer a regulação dos genes em vários processos do corpo, como realizar a divisão de uma célula, difrenciá-las e até sobre a morte delas.

A concentração do microRNA no líquidos do corpo, como sangue, saliva, entre outros cresce quando doenças como câncer e Alzheimer atingem um paciente, informa o estudo. Os pesquisadores esperam que que isto possa ser detectado com o auxílio do chip.

As técnicas de hoje necessitam de alguns dias para que o microRNA possa ser analisado e tenha o resultado divulgado, e ainda depende de equipamentos complicados, que só podem ser utilizados por pessoas treinadas.

Estes pequenos chips, segundo os pesquisadores, devem virar uma nova forma para diagnosticar doenças e distúrbios das pessoas pelo mundo, inclusive em regiões mais carentes.