Publicado em: terça-feira, 03/01/2012

China afirma que nova gripe aviária não é transmissível entre humanos

No último final de semana, a China infirmou que havia sido registrado um caso de morte de uma motorista de 39 anos de idade na cidade de Shenzhen, sudoeste do país, vítima da nova mutação do vírus da gripe aviária. de acordo com a autoridades chinesas, o vírus não é transmitido entre seres humanos.

“O vírus encontrado no paciente era 90 por cento semelhante ao vírus H5N1 encontrado anteriormente em patos da China, o que sugere que muito provavelmente o homem foi infectado pelo contato direto com a ave”, afirmou através de comunicado oficial o Centro para Prevenção e Controle de Enfermidades de Shenzhen.

Nesta segunda-feira (2), o Centro para Proteção da Saúde de Hong Kong infirmou que a cepa do vírus que estava presente no corpo da vítima é bastante semelhante a última mutação do vírus encontrada em Alves silvestres na região de Hong Kong. Além disso, a análise concluiu que o vírus pode ser tratado com amantadina.

De acordo com o Centro de Prevenção e Controle, o homem morrer no sábado (31) de falência múltipla dos órgão. Ele havia entrado em uma hospital da região com febre alta. Há duas semanas, a prefeitura de Hong Kong sacrificou mais de 17 mil aves após elas terem sido identificadas pela presença do vírus. Além disso, a importação de frangos vivo foi suspendida por 21 dias.