Publicado em: sábado, 05/11/2011

Chefe máximo das Farc morre na Colômbia

Foi morto por tropas do Exército da Colômbia o chefe máximo das Forças Armadas Revolucionárias da Colõmbia, Gullermo León Sáenz Vargas, mais conhecido como ‘Alfonso Cano’. A notícia foi dada pelo Ministério da Defesa colombiano na sexta-feira (04).

O governador do departamento de Cauca, Alberto Gonzalez Mosquera, responsável pela região onde o chefe guerrilheiro foi morto, também emitiu confirmação da morte na Rádio Caracol. “As forças militares da Colômbia alcançaram um de seus objetivos militares mais importantes. Alfonso Cano foi abatido no departamento Cauca”, afirmou Mosquera.

A guerrilha ainda não deu nenhum declaração sobre a morte. Juan Manoel Santos, presidente da Colômbia, afirmou que a morte de Cano “foi o golpe mais contundente da história das Farc – que foram enfraquecidas ao longo dos anos por uma série de vitórias colombianas”.

O presidente ainda afirmou: “Não devemos ser triunfalistas, devemos perseverar e insistir até conquistar um país em paz onde todos possam trabalhar por um futuro melhor”. Além da morte de Cano, foram também capturados na ação mais quatro guerrilheiros.