Publicado em: sábado, 22/06/2013

Chefe da delegação italiana diz ser invenção absoluta possível abandono da Azzurra na Copa das Confederações

Chefe da delegação italiana diz ser invenção absoluta possível abandono da Azzurra na Copa das ConfederaçõesA Itália chegou a negar durante esta sexta-feira (21) que vai abandonar a disputa da Copa das Confederações. Conforme aponta o vice-presidente e ex-jogador Demetrio Albertini da seleção da Itália, esta especulação não é mais que uma invenção.

Ele disse no site da federação italiana que não chegaram nem a pensar sair da disputa da Copa das Confederações e falou que isso se trata de uma invenção absoluta. Ele diz que estão tristes pelo que está ocorrendo, porém a segurança deles está garantida com muito profissionalismo e estão tranquilos.

Durante a última quinta-feira (20) foi apontado que a delegação que está participa do evento-teste para a Copa do Mundo do ano que vem vinha cogitando abandonar o torneio. O motivo é o temor com a segurança de familiares de atletas. Esta informação havia sido passada por um funcionário que está no alto escalão do governo federal.

Este membro do governo ainda chegou a informar que a FIFA cogitaria suspender o torneio devido a problemas encontrados na segurança. Porém, durante a sexta-feira, a entidade utilizou um comunicado em que nega que pense em cancelar o evento.

Só durante a última quinta-feira (20), houve mais de 1 milhão de manifestantes presentes em ruas de todo o país. Na cidade do Rio de Janeiro, Brasília e de Salvador, que são sedes da Copa, houve o registro de confrontos junto com a polícia, que chegou a utilizar bombas e gás para que dispersasse os protestos.

Nas ruas do Brasil, há a insatisfação crescente contra eventos esportivos no País, que vai ter gastos bilionários para fazer estádios para a Copa do Mundo e uma frase repetida é que as pessoas querem padrão FIFA para hospitais e escolas.