Publicado em: sexta-feira, 14/10/2011

CFM move ação para volta da venda de emagrecedores com anfetamina

Nesta quinta-feira (13), o Conselho Federal de Medicina (CFM) entrou com uma ação civil pública na Justiça Federal através de uma liminar que pede que a produção e comercializar dos medicamentos emagrecedores a base de anfetamina sejam permitidos no Brasil. Aa segunda-feira (10), a Agencia Nacional de Vigilância Sanitária determinou que todos os remédios que fazem uso do composto tem 60 dias para sair do mercado.

O CFM alega em sua ação que os motivos utilizados pela Anvisa para proibir o uso são “inconsistentes e inadequadas” e que não existem “argumentos técnicos para tutelar o assunto”.

A Anvisa decidiu pela proibição a partir de uma série de debates que iniciou no ano passando quando a Câmara Técnica de Medicamentos recomento que este tipo de remédio fosse retirado do comércio, assim como os compostos de sibutramina.

Para a decisão, o tema passou por consulta publica, uma audiência publica e ainda uma painel público. após as decisões, a Anvisa optou por permitir que os compostos de sibutramina sejam mantidos e os demais remédios utilizados para coibir o apetite fossem retirados. Em sua opinião, este tipo de remédio apresenta mais risco do que beneficio.