Publicado em: terça-feira, 20/03/2012

CET começa a fiscalizar motos com radar portátil em São Paulo

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) deu início à fiscalização de motocicletas. Seis novos radares portáteis, também chamados de “radares pistolas”, irão analisar o excesso de velocidade de motos em 65 pontos onde há maiores índices de acidentes, por toda a cidade de São Paulo. A principio é apenas uma medida “educativa”, mas a partir da próxima semana as multas já começarão a ser aplicadas.

A medida foi tomada porque até agora, os 576 radares fixos que estão espalhados pela capital paulista não eram o suficiente para fazer a fiscalização, já que diversas motos acabavam escapando deles por circularem fora das faixas de rolamento, por terem o tamanho da placa muito pequeno ou até mesmo por não terem qualquer identificação na frente do veículo.

Contudo, a CET não soube dar informações a respeito de quantas multas foram dadas aos motociclistas, pois afirmou que não difere as infrações por tipo de veículo. A partir de agora, 150 agentes de trânsito irão poder focar o radar especificamente nas placas, darem zoom e tirar a fotografia, que é registrada somente se o veículo estiver acima da velocidade permitida na via.

Já outras infrações, como por exemplo, andar entre os corredores de carros ou através da faixa expressa da marginal Tietê, não irão ser fiscalizadas pelos aparelhos. A assessora de fiscalização da CET, Dulce Lutfalla, comunicou que “a preocupação é com o número altíssimo de mortos e feridos nas motocicletas”. A estimativa é de que com a medida, os motociclistas passem a ser mais cautelosos, evitando assim que o índice de acidentes envolvendo motos deixe de crescer cada vez mais.