Publicado em: quarta-feira, 26/02/2014

Cérebros humano e canino têm a mesma reação a vozes, sugere estudo

Cérebros humano e canino têm a mesma reação a vozesPesquisadores húngaros estão cada vez mais pertos de comprovar a teoria de que os animais entendem o homem e o cérebro deles reagem igual ao cérebro humano no que diz respeito às vozes de outras pessoas.

Em um estudo publicado na revista científica “Current Biology”, pesquisadores viram que o cérebro canino apresenta algumas características que também estão presentes na anatomia humana.

Os cientistas colocaram os animais em câmeras de ressonância magnética e viram que os sons com teores emotivos, tais como choro e risada podem afetar o animal da mesma forma que ocorre com o homem, reforçando que há uma sintonia entre “dono” e “animal”.

O coordenador do projeto, Attila Andics, revela que a os homem possui um mecanismo extremamente parecido com os animais, apresentando dados de que o “melhor amigo do homem” pode entender o que o dono sente. “A relação entre dono e animal é surpreendente e pegou todos nós de surpresa, não imaginávamos que os cães pudessem sentir dessa forma as emoções”, conta.

A pesquisa realizada pela universidade húngara Eotvos Lorand usou 11 cães como cobaia e comparou os dados apresentados pelos animais com os donos dos animais.

Durante a pesquisa nos aparelhos de ressonância magnética, foram emitidos 200 tipos de sons, e descobriram uma região no cérebro humano e canino que é ativada durante a execução dos ruídos.

Tanto os ganidos quanto os choros humanos apresentaram a mesma reação nos estudos, para os cientistas, o resultado é surpreendente, pois eles esperavam que isso aconteceria apenas no cérebro de primatas e ver que ocorre com os caninos, demonstra que a relação entre dono e animal de estimação pode criar um vínculo emocional entre eles.

Outro dado interessante no estudo é o fato de que os animais podem distinguir palavras, e serem guiados por elas. A próxima etapa da pesquisa consistirá na distinção do idioma e a relação entre dono e animal na fonética.