Publicado em: segunda-feira, 09/01/2012

Cerca de mil pessoas terão que deixar suas casas em Outeiro, no Rio

A barragem que fazia a proteção do rio no Canal das Onças, no distrito de Outeiro, na região de Cardoso Moreira, se rompeu e já obrigou aproximadamente 400 famílias a deixarem suas casas. Logo que foi constatado que havia risco de o dique romper, os agentes da Defesa Civil foram mandados para o local. Aproximadamente mil pessoas ficarão desabrigadas devido à chegada da água.

O dique que rompeu fica perto da cidade de Campos. Rosinha Garotinho, prefeita da cidade, falou com Gilson Siqueira, prefeito de Cardoso Moreira, e ofereceu ajuda para o atendimento das pessoas desalojadas. O posto mais próximo da Defesa Civil está em Três Vendas, mas Rosinha permitiu que eles atendessem os habitantes de Outeiro.

Este é o segundo incidente envolvendo barragem de rio na região do norte fluminense só neste início de janeiro. Na última quinta-feira houve o desmoronamento de um trecho da BR-356, que funciona de barragem para o Rio Muriaé. O asfalto não agüentou as cheias do rio ocasionadas pela chuva de Minas Gerais.

As cheias do Rio Muriaé preocupa as autoridades porque corta o município de Três Vendas. O volume de água do rio aumentou bastante nos últimos dias e, devido ao rompimento da barragem, a cidade ficou totalmente alagada. Na ocasião duas mil pessoas não quiseram deixar suas casas. Rosinha Garotinho pede para que 500 famílias deixem o local, pois há riscos novos de alagamento e até deslizamento. A Defesa Civil informou que há previsão de mais chuvas para a região nos próximos dias.