Publicado em: segunda-feira, 20/05/2013

Cerca de metade de britânicos querem que Reino Unido saia da União Europeia

Cerca de metade de britânicos querem que Reino Unido saia da União EuropeiaAproximadamente metade dos britânicos querem que o Reino Unido deixe a União Europeia, diz uma pesquisa que o jornal The Telegraph da Inglaterra encomendou.

Este levantamento aponta que 46% de todos os entrevistados são contrários a que o Reino Unido continue presente no bloco, e apenas 30% são favoráveis a que os países continuem sobre a moeda única da Europa. Esta é a porcentagem mais elevada dos britânicos que chegam a apoiar que o país deixa e União Europeia que já foi verificada durante as pesquisas mais recentes que foram realizadas.

Conforme aponta o levantamento, 44% se posicionaram favoráveis para a realização de que ocorra um referendo deste tema de maneira imediata, e 29% dizem que preferem aguardar até o ano de 2017, que foi a promessa que o primeiro-ministro David Cameron fez se vencer as eleições no ano de 2015.

O premiê é visto como o líder que tem maior confiabilidade para que negocie junto a UE pelo nome do Reino Unido, conforme apontam 31% dos entrevistados, na frente de Nigel Paul Farage, que é do partido anti-europeu UKIP, e de Ed Miliband do Partido Trabalhista, os dois são apoiados por 18% dos entrevistados. Só 4% dizem preferir que o liberal Nick Clegg discuta isto.

Estes números apontam que uma maior quantidade de cidadãos britânicos estão dando eco para o desejo dos mais conservadores. Durante a semana passada, ao menos nove dos ministros do governo de Cameron disseram que não votariam contrários a União Europeia.

Já durante a quarta-feira (15), o parlamento do Reino Unido após uma votação apertada rejeitou uma lei que podia garantir um referendo imediato. Este fato ocorreu depois da legenda UKIP despontar nas eleições municipais recentes e estabelecer-se como a terceira força política do Reino Unido.