Publicado em: sexta-feira, 23/09/2011

Centro Europeu de Investigações Nucleares descobre partícula mais rápida que a luz

Resultados da experiência internacional Opera divulgados nessa sexta-feira (23) apontam que os neutrinos, partículas elementares da matéria, podem alcançar uma velocidade superior a da luz. As partículas percorreram uma distância de 730 quilômetros a uma velocidade de 300.006 quilômetros por segundo.

Essa velocidade é seis quilômetros por segundo mais rápida que a velocidade da luz. Esses dados foram obtidos após mais de três anos de pesquisa e a observação de mais de 15 mil neutrinos. “Este resultado é uma surpresa total”, revelou o porta-voz do proejeto Opera, Antonio Ereditao, da Universidade de Berna.

Apesar da novidade, os físicos afirmam que ainda é preciso verificar essas medições com um sistema diferente. Os investigadores continuarão a trabalhar e os resultados serão avaliados individualmente. O físico português, que apresenta alguns receios a pesquisa, afirmou “Essa experiência precisa ser verificada”.

Se confirmados, esses resultados podem alterar as percepções e conceitos da física atual. Essa pesquisa pode afirmar que a teoria da relatividade seria válida apenas em alguns momentos, mas que existiria uma teoria ainda mais global.