Publicado em: sexta-feira, 24/02/2012

Celulares que aceitam mais de um chip disparam nas vendas

Os fabricantes de aparelhos de telefone celular com dois chips finalmente estão conseguindo ultrapassar as barreiras impostas pelas operadoras e a venda destes produtos aumentou consideravelmente nos últimos meses.

A barreira foi ultrapassada no ano passado, quando o mercado paralelo, que comercializa produtos chineses que possuem até mesmo quatro chips, eram vendidos irregularmente no Brasil. O resultado disso foi que, em 2011, 17% era o percentual de vendas destes aparelhos no país.

No ano de 2010, no entanto, este valor era de 2,3%, de acordo com dados da consultoria GfK. Segundo informações da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), no ano passado foram vendidos 57 milhões de aparelhos celulares no Brasil. Apenas no Natal, os aparelhos que permitem o uso de mais de um chip registraram 26,7% das vendas. Já no mesmo período de 2010, este valor foi de 4,6%. De dezembro de 2010 e dezembro de 2011, o número modelos desde gênero disponíveis nas lojas foi de 21 para 94.

Vale a pena ter chips avulsos nas capitais

De acordo com um levantamento feito pela consultoria Teleco a pedido do jornal Folha de S. Paulo, vale a pena possuir chips avulsos nas principais capitais do país para ligações com duração maior de nove minutos. Se o usuário não se enquadra nesta descrição, vale mais a pena ter um chip da própria operadora e pagar a interconexão. O levantamento indica que os chips avulsos são válidos para Porto Alegre, Curitiba, Brasília, São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

O Brasil possui quatro grandes operadoras de telefonia móvel e cada uma cobra uma determinada tarifa de interconexão. Com os celulares que só aceitam um chip, o usuário precisa trocar o cartão para pagar menos pelas ligações ou ter mais de um aparelho de celular. Já com o aparelho multichip esta tarefa é facilitada, pois os cartões estão juntos em um mesmo celular.