Publicado em: terça-feira, 09/08/2011

Celso Amorim assume o Ministério da Defesa em cerimônia de posse

Novo ministro da Defesa, Celso Amorim tomou posse da pasta nessa segunda-feira (08) no Palácio do Planalto. Durante a cerimônia, o ex-ministro das Relações Exteriores do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou os militares e criticou a maneira como o Brasil está posicionado perante o cenário internacional. Ao ser nomeado por Dilma Housseff, os militares criticaram a escolha de Amorim ao defenderem que a Defesa não é lugar para diplomatas.

Em seu discurso, Amorim afirmou “sou grato pela confiança e pela oportunidade de participar dessa importante etapa da longa jornada do Brasil rumo a uma sociedade mais livre, mais justa e mais igualitária. A realidade de uma política pública complexa e multifacetada como a Defesa não oferece espaço para a pretensão. Identifico nos militares valores dignos de admiração: patriotismo, abnegação, zelo pela coletividade, respeito à hierarquia e à disciplina.” Além dos elogios, Amorim lembrou de citar os problemas pelos quais as Forças Armadas vem passando.

O ministro da Defesa ressaltou a questão dos salários defasados e o sucateamento das ferramentas que precisam ser usadas pelos militares. Para Amorim, existe um descompasso entre a presença brasileira no cenário internacional e a sua verdadeira capacidade de respaldar o comprometimento assumido.

Até a nomeação oficial da Amorim no Diário Oficial da União, o ministro da pasta era Nelson Jobim, o qual ocupava o cargo desde o governo Lula. A situação de Jobim no cargo ficou insustentável após terem atribuído a ele afirmações concedidas em entrevista à revista Piauí sobre as colegas de trabalho Gleisi Hoffmann e Ideli Salvatti.

p1