Publicado em: sábado, 08/03/2014

“Cassino do Chacrinha” volta à televisão fechada na próxima semana

Cassino do Chacrinha volta à televisão fechada na próxima semanaDepois de fazer sucesso na televisão e levantar multidões com sua animação e carisma, o apresentador Abelardo Barbosa, o popular Chacrinha, volta às telas de televisão mais uma vez, mesmo anos após sua morte. Isso porque o programa “Cassino do Chacrinha” deve voltar a ser exibido já partir do próximo dia 10 de março, segunda feira, mas no canal da televisão fechada, o Viva. O programa será exibido todas as segundas feiras, na faixa das 20h30.

No primeiro programa a ser exibido, Chacrinha lançará sua marchinha mais famosa, a Bota Camisinha. Ele também recebe no programa vários convidados, entre eles o ator Ney Latorraca, com o propósito de eleger entre algumas candidatas quem é a estudante mais bonita do Brasil. No júri estão presentes personalidades como o empresário Chico Recarey, o cabeleireiro Silvinho, o radialista Alberto Brizola e o comediante João Kleber.

Quem também vai marcar presença na primeira reexibição do Cassino do Chacrinha serão as bandas de sucesso da década, Heróis da Resistência, Lobão, Leo Jaime, Ultraje a Rigor, Titãs e Paralamas do Sucesso. A dançarina Sarajane também irá participar deste programa, apresentando o hit A Roda, sendo mais tarde consagrada como a primeira rainha do axé. O programa contará ainda com a reexibição em horários alternativos, como aos sábados, as 17h45, e também aos domingos, as 20h45.

Chacrinha morreu em junho de 1988, sendo até hoje considerado um dos maiores comunicadores do Brasil, atuando no rádio e na televisão. Entretanto, foi como apresentador de programas de auditório que ele se consagrou como um sucesso. Até hoje suas frases, como a clássica “Na televisão, nada se cria, tudo se copia” são relembradas. Seus programas de televisão ainda revelaram grandes nomes como Raul Seixas, Paulo Sérgio e Roberto Carlos.

Ficou conhecido como Velho Guerreiro na década de 70, devido a homenagem que recebeu de Gilberto Gil, com a canção Aquele Abraço.