Publicado em: segunda-feira, 11/06/2012

Caso Yoki – Amante fala que ganhou carro do dono da Yoki em São Paulo

De acordo com uma reportagem publicada na edição desta segunda-feira (11) no jornal Folha de S. Paulo, uma garota de programa comentou à policia em depoimento sigiloso que o empresário Marcos Matsunaga a deu um carro. O executivo da Yoki foi esquartejo pela mulher, Elize, em São Paulo. A moça que foi identificada sob o nome de Natália, revelou que estava vivendo um relacionamento amoroso com a vitima desde o começo deste ano.

Natália acredita que Elize descobriu o caso dos dois e foi isso que a levou a cometer o assassinato. A mulher de Matsunaga foi presa na última semana e confessou que matou o executivo com um tiro na cabeça e ainda que deixou as partes do corpo do marido em diferentes regiões da cidade de Cotia, São Paulo.

A reportagem ainda aponta que a policia conseguiu identificar a amante através de um dos detetives que havia sido contratado por Elize para descobrir os casos do Matsunaga. O executivo e a jovem teriam se conhecido em um site de relacionamento.

O advogado de Elize, Luciano Santoro comentou que o inicio da discussão que levou ao crime teria sido esta traição, entretanto, não foi o único motivo que levou ao desfecho. Ele ainda disse que o motivo central do assassinato teriam sido as constantes ameaças que o executivo fazia alegando que Elize perderiam a guarda da filha, caso os dois viessem a se separar.

Marcos Matsunaga, de 42 anos, despareceu no dia 20 de maio. No dia 27 do mesmo mês, parte de um corpo não identificado foram encontradas na região de Cotia. De acordo com a investigação, ele teria sido morto com um tipo e foi esquartejado. A principal suspeita é a técnica de enfermagem e mulher do empresário, Elize Araújo Kitano Matsunaga, de 38 anos.

A esposa da vitima recebeu o decreto de presai temporária no ‘último dia 4. O casal era casado há três anos e possui uma filha de 1 ano. Além disso, Matsunaga ainda tem outro filho, de 3 anos, de outro relacionamento.