Publicado em: terça-feira, 13/03/2012

Carta Social a R$ 0,01 tem mudanças a partir desta semana

Começou a valer nesta segunda-feira (1) as novas regras para a participação no Programa do Governo Carta Social. Desde ontem, somente os beneficiários do Programa Bolsa Família poderão utilizar o serviço quase gratuito oferecido pelo governo. Esse programa permite que os beneficiários e seus dependentes enviem cartas simples pelo valor de apenas R$ 0,01. Segundo a empresa brasileira responsável pelos serviços postais no país, essa alteração vai facilitar o acesso das camadas que, de fato, necessitam do serviço com um baixo custo.

A alteração nas normas do programa foi feita em dezembro de 2012 pelo Ministério das Comunicações. Segundo Paulo Bernardo, ministro responsável pela pasta, as regras foram modificadas porque pequenas empresas estavam usando o serviço e isso alterava o papel do programa. Para que isso deixasse de acontecer, foi feito uma restrição e definido melhor o público que merece ser beneficiado.

Regras para participar do programa Carta Social

O programa do Governo Federal intitulado de Carta Social não abrange todos os tipos de correspondências. A carta precisa ser simples e ter somente 10 gramas. O valor de R$ 0,01 não vale para correspondências rápidas, como é o caso do Sedex. Além disso, tanto o endereço de quem envia quanto de quem recebe precisa estar escrito à mão. Também consta nas regras a quantidade de cartas diárias e a apresentação do cartão do Bolsa Família. São no máximo cinco postagens diárias e para comprovar o pagamento “simbólico” é necessário mostrar ao atendente o cartão do programa.

Antes dessas alterações propostas em dezembro, podia participar do programa Carta Social qualquer pessoa física. Apenas era necessário que o endereço fosse escrito à mão e atender as limitações de peso e quantidade diária de cartas enviadas. Para evitar que as empresas utilizassem o serviço, optou-se em limitar o público participante do projeto, fazendo com que apenas os que realmente não possam pagar se utilizem do serviço.