Publicado em: quinta-feira, 30/07/2009

Carro-bomba fere 46 pessoas na Espanha

Um carro-bomba explodiu na Espanha na madrugada de terça para quarta-feira (29), do lado de fora de um edifício de 14 andares onde funciona o quartel da Guarda Civil. O atentado aconteceu por volta das 4h da manhã (horário local, 23 h no Brasil) e deixou pelo menos 46 pessoas feridas na cidade de Burgos, norte da Espanha.

No lugar vivem vários policiais paramilitares do país, junto com suas famílias. Por conta disso, várias crianças também ficaram feridas com a explosão. O carro-bomba estava estacionado do lado de fora do quartel com pelo menos 200 quilos de explosivos.

Felizmente, ninguém foi ferido gravemente. Segundo a polícia espanhola, a maioria das vítimas apresenta ferimentos leves que foram causados por estilhaços de vidro. Mesmo sem gravidade, 38 pessoas foram encaminhadas ao hospital da cidade. Os desalojados ficarão abrigados provisoriamente em um ginásio de esportes.

As autoridades locais atribuem o atentado ao grupo separatista ETA, que luta desde 1968 para a independência do País Basco. Os ataques do grupo já mataram cerca de 80 pessoas desde então. Entretanto, nenhum grupo se responsabilizou oficialmente pela explosão do carro-bomba.

Apesar de o ataque não ter sido avisado antes, como o ETA costuma fazer, as autoridades atribuem a explosão ao grupo separatista, já que houve a prisão de vários participantes e de seu suposto líder em abril deste ano.