Publicado em: quinta-feira, 17/11/2011

Carlos Lupi diz que não mentiu e afirma ter esquecido do encontro com Meira

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, negou perante o Senado nesta quinta-feira (17) que tenha mentido na semana passada sobre ter viajado no avião do empresário Adair Meira e afirmou que o “processo de memorização” é difícil com relação a ter declarado que não conhecia o dono das ONGs conveniadas com o Ministério. O ministro negou ter feito contradições e se explicou à presidenta na quarta-feira (16) sobre as mesmas acusações.

Em seu depoimento, Lupi defendeu “é muito difícil esse processo de memorização, principalmente quando a gente não tem intimidade com as pessoas. Não sou amigo dele, não tenho relação pessoal com ele”. Com isso, Lupi tenta justificar que não quer dizer que nunca tenha se encontrado com Meira. Sua situação no Planalto ficou mais complicada quando Meira concedeu entrevista à Rede Globo na terça-feira (14) confirmando que conhece o ministro.

O ministro também justificou que a vida política é muito corrida com os compromissos que exigem viajar de carro, avião e helicópteros, sendo que nem sempre é possível saber quem é o proprietário de cada meio de transporte. Lupi declarou que o responsável por fazer tal agendamento era seu ex-assessor Ezequiel Nascimento, que organizou a viagem ao Maranhão, na qual foi usado o jatinho de Meira.

Lupi argumenta que não mentiu sobre o fato de ter viajado ou não com o jatinho porque não foi questionado sobre isso na reunião da semana passada. “Eu não menti. Não dei nenhuma resposta sobre o avião, porque esta pergunta não foi feita. Não existia esse fato,” declarou o ministro.