Publicado em: terça-feira, 07/02/2012

Candidato republicano ataca Obama por inclusão de anticoncepcionais

Mitt Romney, o pré-candidato presidencial republicano, lançou na segunda-feira pelo Twitter uma campanha contra a mais nova norma da administração de Barack Obama para a inclusão de anticoncepcionais nos planos médicos. Segundo Romney, a medida representa um “ataque à liberdade religiosa”.

“Se você está farto dos ataques da Administração Obama contra a liberdade religiosa, junte-se a mim e assine este pedido”, declarou Romney no Twitter. O pedido ainda adverte que o governo de Obama tem tentado “impor uma visão secular aos americanos”, através de uma reforma sanitária promulgada em 2010.

A referência de Romney é a respeito da norma que “obrigaria aos hospitais, organismos de caridade e universidades’ administrados pela Igreja Católica a oferecer a seus empregados planos médicos que também cubram ‘anticoncepcionais, abortivos e serviços de esterilização”.

A campanha de Obama respondeu aos ataques afirmando que Romneu implantou a mesma política quando governador de Massachusetts. A nova norma inclui exceções para as igrejas, com a intenção de evitar problemas políticos com a instituição católica.