Publicado em: quinta-feira, 27/06/2013

Campo Grande é o segundo em ranking nacional de prática esportiva nas escolas

Campo Grande é o segundo em ranking nacional de prática esportiva nas escolasSegundo a pesquisa Nacional de Saúde Escolar (Pense), divulgada pelo IBGE (Instituto Nacional de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (26), alunos entre 13 e 15 anos de Campo Grande ocupam a segunda posição em relação ao número de adolescentes que praticam esportes nas escolas no país, perdendo apenas para Brasília (DF).

A pesquisa foi realizada com adolescentes entre 13 e 15 anos durante o ano passado. O segundo maior índice entre as capitais pesquisadas foi o de Campo Grande, cerca de 38,8% dos alunos do 9º ano realizaram mais de 300 minutos de atividades física acumuladas no período de uma semana.

No ranking nacional em primeiro lugar está Brasília com um índice de 39,9%. A pesquisa também detecta o baixo índice de prática esportiva entre os adolescentes, menos da metade dessa faixa etária pratica esporte na proporção recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Dos participantes da pesquisa somente 38% praticam atividade física regular.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda o mínimo de 300 minutos de atividade física semanalmente, dado considerado pela Pense que analisou os hábitos desses adolescentes e detectou que os jovens estão muito mais atraídos aos computadores, jogos virtuais e celulares do que a pratica de algum esporte ou atividades físicas. É provável que a população campo-grandense seja obesa no futuro, assim como em outras cidades do país.

“E isso vai resultar em problemas para a saúde no futuro”, analisa conselheiro do CREF11 (Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região Mato Grosso do Sul e Mato Grosso), Silvio Lobo.

A pesquisa ainda revela que a maior parte dos adolescentes campo-grandenses responderam que se acham gordo ou muito gordo e quase 30% dos entrevistados querem emagrecer. Percentual que ocupa o 9º lugar do país.

Segundo Silvio Lobo é necessário uma mudança na grade curricular das escolas com maior apoio a atividade física escolar.