Publicado em: segunda-feira, 04/11/2013

Campanha de prevenção ao câncer de próstata ganha nome de Novembro Azul

Campanha de prevenção ao câncer de próstata ganha nome de Novembro AzulPara prevenir os homens sobre a seriedade do check-up precoce do câncer de próstata, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), em companhia com Instituto Lado a Lado pela Vida, vão cintilar pontos turísticos em diversos municípios e espalhar folhetos elucidativos na ação apelidada como Novembro Azul. O tema da campanha é; Um Toque, um Drible, almeja informar pessoas do sexo masculino sobre a obrigação de se fazer a exames preventivos.

Números do Instituto Nacional do Câncer (Inca) confirmam que em 2012 foram diagnosticados mais de 60 mil novos incidentes da doença. O Inca analisa câncer de próstata uma enfermidade entre idosos, pois cerca 3/4 das ocorrências no mundo aparecem a partir dos 65 anos. Segundo o médico Eduardo Ribeiro, do Hospital Santa Lúcia, em Brasília, os homens estão mais abertos a enxergarem a doença e especialmente a prevenção de forma diferente, menos preconceituosa.

A próstata é uma glândula existente na raça masculina, encontrada embaixo da bexiga e à frente do reto. O câncer pode ser revelado primeiramente na análise clínica, um toque retal, este o maior motivo de preconceito e temor por parte dos homens conjugado com a implicação de um exame no sangue. Se identificado o tumor, só a biópsia é apropriada de admitir o comparecimento de um câncer. De acordo com a SBU, se diagnosticado precocemente as chances de cura são de 90%.

No Brasil estima-se que o câncer de próstata fique em segundo lugar, perdendo apenas para o de pele. No mundo chega à sexta posição no ranking de incidência de algum tipo de câncer. Um dado curioso é que a probabilidade de se obter a doença em países desenvolvidos é seis vezes que os demais.

A programação do mês incluem a iluminação em azul do Cristo Redentor no Rio de Janeiro e mais capitais do país, além de distribuição de folhetos em estádios de futebol, entre outras ações.