Publicado em: quinta-feira, 08/03/2012

Caminhões fazem entrega de combustíveis com escolta em São Paulo

De acordo com as empresas distribuidoras de combustíveis, a normalização no abastecimento dos postos da cidade de São Paulo deve durar pelo menos três dias. Nesta quarta-feira (7), os caminhões-tanque voltaram a fazer a distribuição depois que o sindicato representante dos caminhoneiros autônomos decidiu cumprir a decisão judicial que determinou a retomada do trabalho. Contudo esses veículos ainda estão saindo às ruas com escolta policial. Durante a madrugada desta quinta-feira, postos da zona sul já haviam sido abastecidos.

A paralisação do abastecimento dos postos de gasolina aconteceu em protesto às novas restrições à circulação de caminhões pela Marginal Tietê, via mais movimentada da capital paulista. Já na segunda-feira (5), nenhum caminhão de combustível circulou por São Paulo e estima-se que cerca de 80% dos postos da cidade não foram abastecidos. Os dias de maior movimento são durante o final de semana e por isso os estoques dos postos costumam estar baixos. Em função disso, muitos postos ficaram sem alguns combustíveis.

Para garantir o abastecimento, na terça-feira (6), a Polícia Militar de São Paulo informou que realizou escoltas aos caminhões que distribuem combustível na capital. Na quarta-feira, após a decisão da Justiça, alguns postos começaram a receber combustível. Porém, a maior parte dos estabelecimentos ainda registrava falta de certos combustíveis e alguns caminhoneiros autônomos ainda se recusavam a voltar a trabalhar.