Publicado em: quinta-feira, 03/11/2011

Câmera em helicóptero ajuda polícia a encontrar traficante

O traficante Marcelinho Niterói foi localizado pela Polícia Civil através de uma câmera com sensor infravermelho. Esta foi instalada em um helicóptero da polícia para identificar os bandidos à noite. Marcelinho Niterói era considerado o braço direito de Fernandinho Beira-Mar. Na terça-feira, dia 1º de novembro, o traficante foi morto em uma ação da Polícia Federal na Favela Parque União, no Rio de Janeiro. A operação teve apoio da Polícia Civil e do Bope.

Este helicóptero só é utilizado em casos de importância. De acordo com a polícia, o traficante tentou fugir e até atirou contra o helicóptero. Porém, foi encontrado e foi atingido por dois tiros. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, outro homem morreu e mais dois ficaram feridos na operação.

A polícia apreendeu na ação munição, duas pistolas, carregadores e drogas. Além disso, foram encontradas na mochila do traficante Marcelinho Niterói várias fotos, R$ 20 mil e uma carteira falsa de identidade. De acordo com investigadores do caso, Marcelinho Niterói visitava a mulher constantemente. Ela mora na Favela Parque União. O traficante é considerado o maior fornecedor de drogas da principal facção criminosa carioca.

O traficante era procurado desde 2002 e tinha diversos mandados de prisão. Marcelinho Niterói tinha 34 anos e chama-se Marcelo da Silva Leandro. Em 2000, ele foi preso pela polícia do Paraguai, mas fugiu em 2002 quando ganhou liberdade condicional.