Publicado em: quinta-feira, 03/07/2014

Cama bagunçada e com calcinhas usadas de artista inglesa é leiloada por US$ 4,3 mi

Cama bagunçada e com calcinhas usadas de artista inglesa é leiloada por US$ 4,3 miUma obra chamada “My Bed” (1998), da artista britânica Tracey Emin, que representa uma cama bagunçada, lençóis amarrotados, roupas intimas jogadas e bitucas de cigarro por toda a parte, foi leiloada ontem, quarta-feira (1), na casa Christie’s em Londres, pelo valor de 2,5 milhões de libras esterlinas – em torno de US$ 4,34 milhões e R$ 9,6 milhões. O valor pelo que qual foi arrematada a obra, é um recorde para a artista que em outubro, leiloou outra cama, “To Meet my Past” (2002), por R$ 1,9 mi. Esses valores pelos quais as obras foram arrematadas, surpreendeu até mesmo a casa de leilões, em que a estimativa de venda era em torno de 800 mil e 1,2 milhão de libras. A instalação que foi apresentada por Tracey no Tate Modern em 1999, não passou de uma tentativa fracassada de obter o Prêmio Turner do ano, é parte da coleção de arte do influente Charles Saatchi. De acordo com a Christie’s, o valor arrecadado será destinado ao financiamento do acesso gratuito à Galeria Saatchi, em Londres.

Limites de arte

A artista afirma por meio de um comunicado à imprensa divulgado pela casa, que se trata de um autorretrato, mas não do tipo que as pessoas gostariam de ver. Completa ainda dizendo que, tirou tudo do quarto e transformou em uma instalação. Ela conta que quando foi colocado em um espaço branco, para algumas pessoas foi impactante, mas achou que parecia uma donzela em perigo, assim como uma mulher que está desmaiando e precisa de ajuda. No ano 2000, o colecionador Charles Saatchi se encantou pela instalação e resolveu comprar “My Bed”, sua aparência não é nem um pouco agradável, composta por uma aparência bagunçada e suja, os detalhes são preservativos usados e calcinhas usadas também, em que Tracey passou uma semana após o fim de seu relacionamento. Ela foi arrematada por 150 mil libras (R$ 567 mil). A obra gerou polêmica ao ser debatido quais os limites do que pode ser considerado arte.