Publicado em: terça-feira, 10/02/2015

Cai número de acidentes e mortes nas rodovias em 2014

De acordo com dados divulgados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o número de acidentes registrados nas rodovias do país ao longo do último ano diminuíram quando comparados com os mesmos dados de 2013. As informações foram reveladas pelo órgão no início dessa semana, com o balanço completo de número de acidentes, mas também de mortos e feridos nas rodovias federais do Brasil. Em 2013, foram registrados pouco mais de 186 mil acidentes nas rodovias. Ao longo do ano passado, em 2014, a Polícia Rodoviária Federal atendeu e registrou pouco mais de 168 mil acidentes, o que indica uma queda de 9,6%.

A redução chegou a quase 3,5% nos casos de acidentes em que houveram pessoas feridas envolvidas. Já no caso de acidentes em que terminaram em morte, a diminuição apontada pelo balanço indica que chegou a mais de 2%. Avaliando pelos número absolutos, foram mais de 103 mil acidentes com feridos em 2013, sendo que 2014 foram registrados poucos mais de 100 mil acidentes com feridos. No caso de acidentes com óbitos, foram quase 8.500 ocorrências em 2013 e no passado, pouco mais de 8.200.Cai número de acidentes e mortes nas rodovias em 2014

O balanço da Polícia Rodoviária Federal ainda informou que a maioria dos acidentes foram causados por desobediência a legislação de trânsito. No caso das ocorrências que resultaram em óbito, por exemplo, mais de 30% dos casos tinham causa na falta de atenção. 20% dos casos de acidentes registrados pela PRF tinham o descumprimento da velocidade máxima na via como causa das ocorrências. Em 12% dos acidentes, ultrapassagens indevidas eram a causa do problema. No caso dos acidentes que registraram óbito, os condutos dos veículos foram as vítimas fatais em 57%.

Os óbitos atingem principalmente condutores com a faixa de idade entre 25 e 38 anos. Juntos, pedestres e passageiros somam 43% dos óbitos. Os acidentes, de acordo com o balanço da PRF, acontecem principalmente nas zonas urbanas, em mais da metade dos casos. No caso dos casos com morte, mais de 70% dos acidentes foram registrados nas zonas rurais das rodovias.