Publicado em: terça-feira, 17/04/2012

Cachoeira deixará presídio de segurança máxima

Carlos Augusto Ramos, mais conhecido por Carlinhos Cachoeira, irá ser transferido de Mossoró, Rio Grande do Norte, para Brasília nos próximos dias. O pedido de transferência solicitado pelos advogados de Carlinhos Cachoeira foi aceito pelo desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Tourinho Neto. Segundo o TRF, o desembargador tomou a decisão por entender que Cachoeira não realizou um crime hediondo e por isso não representa um alto risco para a população.

Para os advogados de Cachoeira não há necessidade de seu cliente ser mantido no presídio federal de Mossoró, local em que a rotina de segurança foi indicada como desnecessária, pois essa foi a primeira prisão pela qual ele passou. Além disso, seus advogados falaram também sobre as dificuldades para despachar com o cliente, sendo que a família de Cachoeira enfrentava problemas para visitá-lo por causa da longa distância. Ele deverá na área que é reservada para os presos federais no presídio da Papuda, localizado no Distrito Federal.

Na madrugada desta segunda-feira (16), o bicheiro teve que enfrentar a morte de sua mãe, Maria José de Almeida Ramos, de 78 anos. Ela estava internada há mais de duas semanas em Anápolis, cidade localizada a 55 km de Goiânia, no estado de Goiás. Não houve tempo para que os advogados tentassem que Cachoeira fosse liberado para ir até o funeral.