Publicado em: quarta-feira, 21/12/2011

Butantan assina parceria com Hemobrás para produção de plasma

O Instituto Butantan e a empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) assinaram nesta terça-feira um termo de parceria para a produção de remédios e vacinas produzidas a partir do plasma sanguíneo. Com isso, o países espera ser autossuficiente na produção de hemoderivados.

“Hoje, nós dependemos de ajuda internacional para suprir a necessidade de 12 mil brasileiros, portadores de hemofilia e imunodeficiência”, afirmou o presidente da Hemobrás, Rômulo Maciel Filho.

O acordo foi assinado dentro do Butantan e contou com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, do secretario de saúde do Estado de São Paulo, Giovanni Guido Cerri e o diretor do instituto, Jorge Kalil. O Hemobrás é ligado ao Ministério da Saúde.

“A gente produz para o Brasil, para o Ministério da Saúde, para os programas nacionais˜, comentou Kalil antes de assinar o termo. O plasma é o que forma a parte líquida de sangue, sendo um dos principais medicamentos utilizados para o trato de doenças hemofílicas, de pacientes com câncer, portadores do vírus HIV, entre outros.

Todos os anos, p país gasta aproximadamente R$ 1,5 bilhão com a importação de remédios hemoderivados. Com a união do Hemobrás, o governo espera que o país possa deixar de comprar estes produtos até 2017. O Butantan e o Ministério da Saúde devem investir cerca de R$ 195 milhões na unidade que deverá produzir 150 mil litros de plasmo por ano. A matéria prima será fornecida pelos hemocentros paulistas