Publicado em: sexta-feira, 27/04/2012

Buenos Aires: quinze pessoas são presas acusadas de furto em aeroporto

A polícia de Buenos Aires prendeu quinze pessoas que trabalhavam no aeroporto internacional de Ezeiza, na capital argentina. Os detidos estão sendo acusados que furtarem objetos que estavam dentro das bagagens dos passageiros do local. Os funcionários eram de quatro diferentes empresas do aeroporto: Lan, Sky Chefs, Intercargo e Flying Service.

Além de a polícia fazer as prisões, também apreendeu diversos itens, como 11 filmadoras, duas armas de fogo, munição, 11 máquinas fotográficas, nove aparelhos de jogos eletrônicos. 49 pen drives, notebooks, tablets, 120 memórias, 11 aparelhos de GPS, celulares e peças de joalheria.

Detidos

Os funcionários que foram presos sob a acusação de furto eram seguranças, carregadores de bagagens e transportadores, e atuavam em diferentes locais dentro do aeroporto. A ação para prender os funcionários foi feita no sábado, no entanto, só foi divulgada nesta quarta-feira (25).

De acordo com o jornal “Clarín, os itens roubados eram comercializados em estabelecimentos comerciais como lojas eletrônicas, joalherias e restaurantes da periferia de Buenos Aires. O aeroporto de Ezeiza, operado pela Aeroportos Argentina, é o maior do país.