Publicado em: terça-feira, 07/12/2010

Bruno é condenado a quatro anos

O goleiro Bruno, que defendia o Flamengo, foi condenado a quatro anos de prisão por crimes como lesão corporal, cárcere privado e constrangimento ilegal contra Eliza Salmudio.

A pena, aplicada pela Justiça do Rio, se refere à uma queixa registrada por Eliza em 2009, quando acusou o goleiro de sequestrá-la e agredi-la. Na época, Eliza alegou que Bruno teria cometido tais atos para que ela abortasse de uma gravidez.

Na mesma sentença, Macarrão, amigo de Bruno, também foi condenado a três anos de detenção. O advogado de Bruno informou que irá recorrer da decisão, emitida pelo juiz Marco José Mattos Couto, da Vara de Jacarepaguá, Rio de Janeiro.

Sobre o desaparecimento de Eliza, registrado em junho deste ano, o caso ainda segue na Justiça, e nos próximos meses deverá ser decidido se Bruno, juntamente com outros oito acusados, irá para júri popular.