Publicado em: quinta-feira, 02/02/2012

Briga em jogo no Egito resulta em 79 mortes

Um confronto entre torcedores na cidade de Port Said, no Egito, na última quarta-feira (1º) terminou com um saldo de mais de 70 mortes, e mais de 180 feridos. A briga ocorreu durante o jogo entre Al-Masri e Al-Ahli, dois rivais históricos do país africano.

A briga teve início quando uma das torcidas exibiu uma faixa ofensiva aos rivais. Ao final da partida, quando o Al-Masri venceu por 3 a 1, torcedores da equipe vencedora invadiram o gramado e agrediram jogadores e comissão técnica do Al-Ahli.

Após a invasão, os torcedores atiraram pedras, garrafas e rojões contra os rivais. De acordo com as autoridades, a maioria das mortes, 79, no total, foram causadas por sufocamento. Testemunhas afirmam que não havia segurança no estádio, no momento do clássico.

A Federação Egípcia de Futebol suspendeu o campeonato nacional, por tempo indeterminado, e pediu investigações para apurar os culpados pelo tumulto. O presidente da Fifa, Joseph Blatter afirmou que a quarta-feira foi ‘um dia negro para o futebol’.