Publicado em: quinta-feira, 19/04/2012

Brevik afirma que treinou em games para o massacre na Noruega

Nesta quinta-feira (19), em seu quarto dia de julgamento, o extremista Anders Behring Breivik afirmou utilizava jogos de computador para treinar o massacre que cometeu no ano passado na Noruega. Ele contou para a corte que ficou quase um ano somente se dedicando aos games para se preparar para os ataques. O extremista de 33 anos está sendo acusado pelo assassinato de 77 pessoas, massacre que cometeu no dia 22 de julho de 2011.

Breivik contou no julgamento de hoje que jogou “Modern Warfare”, um game de tiro. O extremista afirmou também que jogou “World Warcraft”, que consiste em um game de guerra que possui mais de 10 milhões de pessoas jogando de maneira online. Breivik disse à corte que não costuma jogar, no entanto os games eram bons para simular os ataques.

Massacre

No ano passado, no centro de Oslo, Brevik detonou uma bomba em um carro e causou a morte de oito pessoas. Depois deste crime, o extremista matou a tiros 69 pessoas que estavam em um acampamento do Partido Trabalhista na ilha de Utoyea. Breivik afirmou ter cometido os crimes, no entanto disse que é inocente e que agiu em legítima defesa.

Afirmando isso, Breivik disse que matou os traidores, que estavam ameaçando uma etnia pura do país. O julgamento do extremista deve durar 10 semanas, e a corte deverá decidir de ele irá para a cadeia ou para um hospital psiquiátrico. Breivik afirmou que ser visto como inimputável seria “pior do que a morte.