Publicado em: domingo, 09/12/2012

Brasília comemora 25 anos como Patrimônio Cultural da Humanidade

Brasília comemora 25 anos como Patrimônio Cultural da HumanidadeComo foi idealizada pelo olhar extremamente sonhador do ex-presidente Juscelino Kubitschek, Brasília completou ontem (7), seus 25 anos desde ter conseguido o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, que foi concebido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura, a Unesco, no ano de 1987.
As festividades foram abertas desde o mês de janeiro deste ano, assim que o Governo do Distrito Federal resolveu instituir o ano de 2012 o “Ano da Valorização de Brasília como Patrimônio Cultural da Humanidade”. Todas as ações para a maior preservação deste referido patrimônio vão se tornar ainda mais importantes em decorrência dos maiores eventos que a cidade vai receber. Este título está representando para a Unesco um grande desafio, já que estava se tratando de uma única cidade brasileira que foi inteira definida como patrimônio de todos os povos. Depois de mais de vinte anos, Brasília está convivendo com o desafio do crescimento acelerado e buscando manter a mesma qualidade de vida, que foi representada, em seu projeto inicial, pelos espaços largos que eram cercados de muito verde. Brasília foi inscrita na Unesco no dia 7 de dezembro de 1987 e desde aquela data a capital do Brasil está obtendo a maior área que já foi tombada em todo o mundo (112,5 km²) e pode ser considerada como o único bem contemporâneo que já recebeu esta distinção. Brasília foi o primeiro monumento que é moderno e que foi inscrito nesta lista de patrimônios. O Plano Piloto teve características dos breves traços simples e também bem arrojados de Lucio Costa, além das curvas peculiares e únicas do falecido arquiteto Oscar Niemeyer. A cidade pode ser considerada como uma expressão artística que é completa em todo o Movimento Moderno. Seu urbanismo e a sua arquitetura estão associadas ao paisagismo de Burle Marx e também das obras de arte que são de grande expressão em espaços e nos edifícios públicos.