Publicado em: sexta-feira, 31/01/2014

Brasileiros podem optar por nacionalidade Uruguaia

Brasileiros podem optar por nacionalidade UruguaiaJosé Mojica, o presidente do Uruguai tem surpreendido a mídia e a todos com suas declarações atípicas para um presidente. A nova do governo uruguaio é o projeto de lei que concede para todos os cidadãos do Mercosul, o direito à “Residência Permanente” no Uruguai.

O principal objetivo é fomentar a “vocação integracionista” no bloco sul-americano, a medida política visa estreitar os laços e a livre circulação dos moradores do Brasil, Argentina, Paraguai, Venezuela, Chile, Bolívia, Colômbia, Peru e Equador. A facilidade migratória é estendida também aos parentes de uruguaios que pretendem residir no país e atualmente moram no exterior.

A nova legislação apresentada ao Parlamento em Montevidéu, prevê a legalidade de acordo com o acordo de residência do Mercosul, estabelecido em 2002.

Aqueles que optarem pela nacionalidade uruguaia, têm o direito trabalhar e viver no país, sem a burocracia exigida atualmente. Para a circulação entre os países da América Latina, não é preciso o passaporte, é necessário apenas documentos de identificação do país de origem, porém a permanência com o objetivo de estabelecer moradia é que passa por trâmites. Atualmente para residir permanentemente no Uruguai, é preciso antes permanecer por dois anos na condição de residência temporária. A iniciativa do governo, visa acabar com este empecilho e já é considerada como pioneira no Mercosul.

A Argentina tem sido o país com mais pedidos de residência outorgada, liderando o maior número de concessões. O número de brasileiros que solicitaram a autorização de moradia no país de Mojica, apresentou um número substancial em 2013.

A República Oriental do Uruguai conta com 3,3 milhões de habitantes, e desse número pode ser extraído aproximadamente 5.885 de estrangeiros que residem no país desde o ano passado.

A notícia correu o mundo e tem despertado muitas pessoas à iniciarem uma nova vida no país vizinho.