Publicado em: terça-feira, 29/10/2013

Brasileiros gostam de aparelhos televisivos cada vez maiores

Brasileiros gostam de aparelhos televisivos cada vez maioresPara o consumidor brasileiro quando maior a televisão melhor é, pesquisas comprovam este pensamento em relação à preferência dos compradores.

Dados de mercado despontam que o país está iniciando a troca de aparelhos de 32 polegadas por TVs superiores com 39 polegadas.

Ainda que se mantenha como grande protagonista em vendas no segmento, a televisão com 32 polegadas vem perdendo espaço nos dois últimos anos. Para a consultoria alemã GfK, que analisa o departamento de eletrônicos e de TV, a dimensão da tela está muito associado ao prestígio social e a situação financeira. O Cláudio Nadanovsky, perito em mercadologia da Panasonic, o consumista pode expor aos próximos e parentes onde está implantado na sociedade. Fora isso, o consumidor adora de partilhar períodos em bando, como longas metragens, romances e jogos de futebol. Na mente do brasileiro quanto maior, melhor.

Entretanto, óbvio, a grandeza da tela afeta absolutamente no valor do aparelho. O preço da televisão vem caindo gradativamente, o que reforça a necessidade de mudar, aumentar a polegada da TV.

Portanto, o caso de painéis de LED e plasma apresentarem abreviamento, as modificações da característica de imagem igualmente auxiliam a esclarecer a ostentação na dimensão, que incidiu a adicionar a tecnologia utilizada.