Publicado em: quarta-feira, 28/01/2015

Brasileiros ficam presos em aeroporto por conta de nevasca

A nevasca que está castigando vários pontos nos Estados Unidos, mesmo tendo atingido a cidade de Nova York com menor intesidade que a população e os especialistas estavam esperando, muitos transtornos resultaram dessa situação, especialmente para os brasileiros que estavam no aeroporto e não puderam embarcar, tendo que passar a noite no empreendimento. Por conta da nevasca, mais de sete mil voos foram cancelados em todo o país entre segunda e terça feira. Desse total, ao menos 25 dos voos eram destinados ao Brasil, como origem ou destino. Ainda nessa quarta feira, somente nas primeiras horas, mais de 500 voos foram cancelados por questões de segurança.

Uma brasileira declarou a imprensa que estava já no aeroporto há mais de doze horas esperando pela liberação dos voos. Muitos brasileiros estão sofrendo com essa situação, tendo que passar a noite no aeroporto, sem estar preparado para isso, com pouco dinheiro para fazer as refeições ou mesmo condições para passar a noite. Sem saber quando iriam conseguir realmente embarcar, os brasileiros esperam cada dia mais transtornos profissionais e pessoais. Algumas pessoas estão tendo que lidar com diversos problemas profissionais, sem conseguir chegar a tempo para compromissos de trabalho.Brasileiros ficam presos em aeroporto por conta de nevasca

Essa nevasca vinha sendo anunciada há um bom tempo como um temporal que atingira proporções históricas, mas a tempestade não atingiu Nova York com a intensidade que estavam esperando. Por conta disso, a população acabou criticando as medidas de segurança que foram tomadas pelas autoridades. Desde a noite de segunda, os motoristas haviam sido proibidos de trafegar nas ruas, bem como os moradores, que haviam recebido a recomendação para não sair de casa. Também na noite de segunda, os serviços de transporte público foram interrompidos, até mesmo o metrô, concretizando uma medida sem precedentes.

Apesar das previsões, o volume do acúmulo de neve na terça feira subiu apenas 13 centímetros, em medição no Central Park. O serviço Nacional de Meteorologia do país recuou e admitiu que haveria mesmo bem menos neve do que a previsão inicial. Quando todos perceberam que a nevasca não seria tão grave, vários serviços abriram novamente as portas, mas as escolas continuaram fechadas.