Publicado em: quarta-feira, 12/02/2014

Brasileiros estreiam bem na Libertadores

Brasileiros estreiam bem na LibertadoresNesta terça-feira, 11 de janeiro, Atlético-MG e Botafogo estrearam na Libertadores de 2014. A equipe carioca jogou como mandante, no Maracanã, contra o San Lorenzo. O Galo, por sua vez, viajou à Venezuela para enfrentar o Zamora.

Vitória tranquila

O Botafogo não teve muitas dificuldades para vencer o San Lorenzo. Após 17 anos fora da Libertadores, a equipe não sentiu o peso da estreia e, com gols de Ferreyra e Wallyson, venceu por 2 a 0 e assumiu a liderança provisória do Grupo 2 da competição.

Na primeira etapa, o Botafogo apostou no controle da posse de bola para envolver o adversário. Neste quesito, Lodeiro foi o grande destaque. Com muita movimentação, o uruguaio aparecia tanto no ataque quanto na defesa. Aos 29 minutos, o contestado Ferreyra finalmente desencantou: após chute de Jorge Wagner e rebote do goleiro Torrico, Ferreyra dominou a bola com o caminho livre, precisando apenas empurrar para as redes.

Na segunda etapa, o San Lorenzo saiu para o jogo, em busca pelo menos de um empate fora de casa. Contudo, já aos sete minutos da etapa final, Wallyson fez um golaço de longa distância, colocando números finais na partida. A partir daí, restou ao clube carioca continuar com o domínio da bola. O jogo, mais morno, teve poucas chances de novos gols.

No sufoco

Se o Botafogo teve uma vitória relativamente tranquila, o mesmo não pode ser dito do Atlético-MG. Como é de costuma em jogos internacionais, Ronaldinho Gaúcho foi quem mais chamou a atenção em campo. Mas, ainda com pouco ritmo de jogo, Ronaldinho pouco apareceu na etapa inicial. O Atlético-MG, assim como Ronaldinho, mostrava quase nenhuma inspiração em campo. O maior lance de perigo foi uma cobrança de falta de Ronaldinho Gaúcho, já na reta final do primeiro tempo.

O Zamora também se mostrava desorganizado em campo, o que fez com que a partida ficasse extremamente morna na etapa inicial.

Segundo tempo

Quem esperava um ritmo mais acelerado nos 45 minutos finais da partida se decepcionou. Ronaldinho Gaúcho, ainda sem o tempo ideal da bola, acertou uma tesoura em Ramírez, recebendo o cartão amarelo. O Galo, lento em campo na transição para o ataque, seguiu sem criar muitas chances. Já na reta final da partida, tudo indicava que, logo de cara, teríamos um jogo sem gols do atual campeão da Libertadores.

Mas, na reta final da partida, tudo mudou. Faltando apenas três minutos para o apito final, Ronaldinho Gaúcho cobrou escanteio com qualidade, e Jô mandou para as redes, de cabeça. A dupla, que foi uma das grandes responsáveis pelo título da Libertadores de 2013, segue bem entrosada em campo, dando esperanças à torcida do Galo.

Grupos

Com a vitória, o Atlético-MG também assume a liderança provisória do grupo. Nesta quarta-feira, é a vez da estreia do Atlético-PR, contra o Strongest, da Bolívia. O Cruzeiro enfrenta o Garcilaso, pelo Grupo 5, também na quarta. Por fim, há as estreias de Grêmio e Flamengo, contra Club Nacional e León, respectivamente.