Publicado em: quarta-feira, 04/02/2015

Brasileiros começam a sentir o aumento da gasolina

Nos postos de gasolina de todo o Brasil, o diesel, a gasolina e o etanol estão mais caros e já começam a pesar no bolso dos brasileiros. Foi registrado um aumento de 0,20 a 0,30 pelo litro da gasolina em todo o país, variando de um estado para outro. No caso do diesel, o aumento pode variar de 0,15 a 0,25 pelo litro. O aumento nos combustíveis começou a valer no último domingo, dia 1º de fevereiro. Em alguns lugares, em Brasília por exemplo, a gasolina chega a custar até R$ 3,55. O reajuste no valor dos combustíveis é apenas um reflexo do pacote de medidas adotado pelo governo nas últimas semanas.

As medidas preveem a elevação dos impostos e foram anunciadas no mês de janeiro por Joaquim Levy, o ministro da Fazenda. De acordo com o ministro, a proposta era conseguir obter em receitas extras em 2015 cerca de R$ 20 bilhões. A maior parte dessa arrecadação prevista será resultante da elevação do Programa de Integração Social e também sobre a aplicação de outro imposto sobre os combustíveis, a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social. Na última semana, conforme um levantamento da ANP, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, o preço do litro da gasolina em Brasília, por exemplo, era de R$ 3,17. A maioria dos postos havia reajustado o valor do litro para R$ 3,45, um aumento de quase 0,30 em média. Nos poucos postos em que o valor registrou menos aumento, foram registradas filas para o abastecimento.Brasileiros começam a sentir o aumento da gasolina

Muita gente optou por encher o tanque do carro um dia antes do aumento, ou aproveitar nos poucos postos que ainda não registraram o aumento total da tática. Nesses casos, o aumento também acabará sendo inevitável e só não ocorreu porque o posto não comprou o combustível com o novo valor. Existem já grupos nas redes sociais em que os usuários trocam informações sobre que locais é possível encontrar gasolina mais em conta, de forma que muita gente ainda consegue economizar. Antes do aumento, era preciso R$ 158 em média para conseguir encher completamente um tanque de 50 litros, agora, para fazer o mesmo, é preciso desembolsar R$ 172. Pode parecer pouco, mas no final do mês, essa diferença de R$ 14 pode fazer muita diferença no orçamento, especialmente no começo do ano, época em que é comum o acúmulo de várias despesas.