Publicado em: sexta-feira, 13/01/2012

Brasileiros avaliam serviços de saúde pública como “ruim”

Nesta quinta-feira (12), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou o resultado sobre uma pesquisa Ibope realizada para saber a avaliação dos brasileiros sobre os serviços da saúde pública. De acordo com a pesquisa, 61% da população consideram o atendimento ruim.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, comentou que os brasileiros estão certos em avaliar os serviços da saúde pública como “péssimos” ou “ruim”. “O diagnóstico global feito pelos brasileiros está correto”, disse Padilha. “Ele aponta os principais desafios da saúde no Brasil: a demora no acesso ao atendimento, o desperdício e a qualidade do atendimento”, afirmou.

Segundo a pesquisa, o principal problema apresentado pela população é o da demora. “A população aponta que precisamos organizar melhor nossos serviços”, avalia Padilha. Na opinião do ministro, a criação das Uni verdades de Pronto Atendimento (UPAs), que estarão disponíveis 24 horas, pode ser uma ajuda para resolver este problema.

“Uma das questões que a população aponta, e com razão, é que às vezes todo o atendimento está concentrado nos Prontos-Socorros, misturando os casos menos graves com os mais graves. A UPA 24 horas é importante, porque você separa”, explicou. De acordo com o Ministério, a cada 100 atendimentos realizados nas UPAs apenas três deles são envido para os pronto-socorros.