Publicado em: terça-feira, 16/10/2012

Brasileiro consome muito mais sódio do que OMS recomenda

Brasileiro consome muito mais sódio do que OMS recomendaNesta terça-feira (16) a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma pesquisa que revela que os brasileiros estão consumindo uma quantidade muito superior de sódio do que os 2 gramas por dia que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda.

Nesse ranking, são apontados alimentos que aparentemente não teriam problemas de consumo, como o queijo minas, que tem a concentração média de 505 mg de sódio a cada 100 gramas, que significa um quarto do que é indicado para um dia inteiro.

O estudo foi realizado em 14 estados e no Distrito Federal, e aproximadamente 500 alimentos de 26 categorias que tiveram suas coletas entre 2010 e o ano passado.

Queijo do tipo parmesão, macarrão instantâneo, mortadela e biscoito de polvilho também compreendem esta lista. Em um pacote de biscoito de polvilho com 100 g, já se encontra mais de 50% (1,09 g) do total de sódio que uma pessoa deve consumir por dia.

Outro produto que é visto como sendo perigoso pela Anvisa é o hambúrguer de gado bovino, que tem aproximadamente 701 mg de sódio a cada 100 g.

Ter uma quantidade muita alta de sódio no corpo pode aumentar a incidência do aparecimento de doenças do coração, como de enfartes e derrames cerebrais, de hipertensão, da obesidade, de problemas renais, de diabetes e também de tumores. O sal tem aproximadamente 40% de sódio, isto é, as 2g de sódio, que é indicação do consumo diário equivale a 5g de sal de cozinha.

Conforme informações da OMS, no ano de 2001, aproximadamente 60% de todas as 56,5 milhões de mortes no planeta foram por doenças crônicas. Conforme aponta Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os brasileiros consomem aproximadamente 12 gramas de sal diariamente.